Um dos dois tigres-malaio em cativeiro no Zoo de Bronx.
Foto
Um dos dois tigres-malaio em cativeiro no Zoo de Bronx. Reuters/WCS

Há um tigre doente com covid-19 no zoo do Bronx, em Nova Iorque

Uma tosse seca e “a situação em Nova Iorque” levantaram suspeitas, confirmadas por um teste. Nadia, em cativeiro no zoo do Bronx, é o primeiro caso conhecido de um tigre doente com covid-19. Mais seis felinos estão sob vigilância e é esperado que recuperem.

Nadia, um tigre-malaio fêmea em cativeiro no Jardim Zoológico do Bronx, fez um teste que deu positivo para o novo coronavírus (SARS-CoV-2), causador da covid-19. No mesmo zoo em Nova Iorque, mais seis felinos começaram a exibir sintomas associados à doença, anunciou a Sociedade de Conservação de Vida Selvagem, a organização não-governamental sediada no zoo, este domingo, 5 de Abril.

O tigre de quatro anos foi testado a 2 de Abril, depois de apresentar uma tosse seca persistente. “Considerando o que se passa em Nova Iorque, claro que fizemos o teste para o novo coronavírus”, disse à National Geographic Paul Calle, veterinário chefe do zoo do Bronx, fechado desde 16 de Março. O tipo de teste não é o mesmo feito por profissionais de saúde para identificar o novo vírus em seres humanos, pelo que não foi necessário deixar de testar uma pessoa para testar o animal, assegura, numa altura em que a cidade regista mais de três mil mortes.

Os responsáveis pelo zoo acreditam que um cuidador assintomático, e desconhecido, terá infectado o felino. “É a primeira vez, que tenhamos conhecimento, que um animal selvagem adoece com covid-19, infectado por uma pessoa”, disse Paul Calle.

A irmã de Nadia, dois tigres-siberianos e três leões africanos também começaram a tossir e a demonstrar falta de apetite. Estes animais não foram ainda testados, mas estão a ser tratados e é esperado que recuperem — embora ainda seja desconhecida a evolução da doença nestas espécies, salvaguarda a organização que detém o zoo, em comunicado

Continua a não haver provas de que os cães, gatos ou outros animais de companhia ou selvagens possam transmitir o novo coronavírus a humanos. Em Março, as autoridades belgas anunciaram que um gato desenvolveu sintomas associados à covid-19. Terá sido infectado pela dona que vive em Liège, a 80 quilómetros de Bruxelas. 

Nenhum dos outros felinos no parque do Bronx, incluindo leopardos, pumas e chitas, apresentam qualquer sintoma da doença. “Suspeito que haja outros casos e, agora que partilhamos esta informação, tenho um palpite que eles começarão a aparecer”, comentou Calle. 

Sugerir correcção