Covid-19: Cercos sanitários em todos os seis concelhos de São Miguel afectam 137 mil pessoas

Foram registados mais três casos nesta sexta-feira. Vasco Cordeiro que é necessário salvar vidas.

Decisão foi anunciada esta quinta-feira
Foto
Decisão foi anunciada esta quinta-feira rui pedro soares

Várias ilhas dentro de uma ilha. Os seis concelhos de São Miguel estão isolados entre si. O Presidente do Governo Regional dos Açores Vasco Cordeiro anunciou nesta quinta-feira a criação de cercos sanitários em todos os concelhos da maior ilha dos Açores. A medida é de prevenção e entra em vigor às 0h desta sexta-feira e durará até 17 de Abril. O motivo: evitar a transmissão comunitária da covid-19.

“A Ilha de são Miguel encontra-se em situação epidemiológica potencial de transmissão comunitária activa, com elevado risco de cadeias de transmissão em todos os concelhos da ilha”, justificou Vasco Cordeiro, em conferência de imprensa, realçando que também irá ser proibida a “permanência de pessoas na via pública” dentro do mesmo concelho.

Ao todo, cerca de 137 mil pessoas, dos concelhos de Lagoa, Nordeste, Ponta Delgada, Povoação, Ribeira Grande e Vila Franca do Campo são afectadas por esta medida. Isto depois de no passado domingo, o Governo dos Açores e a Autoridade de Saúde Regional terem decretado a criação de uma cerca sanitária na Povoação.

Os casos positivos de covid-19 têm aumentado na região de forma consecutiva ao longo dos últimos dias. Dos 63 casos positivos no arquipélago, 28 foram registados na ilha de São Miguel. Esta quinta-feira registaram-se mais três naquela ilha. “Oxalá que depois de tudo isso passado, cheguemos à conclusão que efectivamente dramatizámos a situação. Mas que por via dessa dramatização, salvamos vidas. É um risco que corro consciente”, respondeu o líder do executivo açoriano, quando questionado sobre a possibilidade de o Governo regional estar a dramatizar a situação.

Além de São Miguel, estão detectados 11 casos de covid-19 na Terceira, três na Graciosa, sete em São Jorge, nove no Pico e cinco no Faial. Corvo, Flores e Santa Maria não registam qualquer caso positivo.

Sugerir correcção