Andaram 500 polícias em operações de sensibilização na Área Metropolitana de Lisboa

Durante o fim-de-semana, foram realizadas nos 18 municípios da área metropolitana operações “direccionadas para os principais eixos rodoviários, centros urbanos e zonas de concentração de pessoas”.

Carro
Foto

Cerca de 500 polícias estiveram este fim-de-semana envolvidos em mais de 80 operações nos concelhos da Área Metropolitana de Lisboa para sensibilizar os cidadãos para as normas do estado de emergência decretado devido à pandemia de covid-19.

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP revela que, durante o fim-de-semana, foram realizadas nos 18 municípios da área metropolitana operações “direccionadas para os principais eixos rodoviários, centros urbanos e zonas de concentração de pessoas”.

As operações, indica a PSP, tiveram como principal objectivo, “aparte a componente rodoviária e sancionatória, a sensibilização dos condutores que se deslocam por motivos que não se enquadram nas normas do quadro legal do estado de emergência”. Nas operações estiveram “quase 500 polícias” de diversas valências, nomeadamente dispositivo territorial, trânsito e componente de ordem pública.

Ao todo foram detidas 29 pessoas, por diferentes motivos: condução sem carta (12 detenções), condução sob efeito de álcool (duas detenções), tráfico de droga (oito detenções), furto (uma detenção), desobediência (três detenções) e mandados de detenção pendentes (três).

Nestas operações foram também apreendidas 370 doses de haxixe e cinco doses de heroína, além de cinco viaturas.

“O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP continuará a envidar esforços visando sancionar os comportamentos que violem o quadro extraordinário em vigor, e, em consequência, contribuir para atenuar os efeitos potencialmente negativos e danosos para a saúde pública de todos os cidadãos”, lê-se na nota. 

A PSP reitera ainda o apelo a todos os cidadãos para “o cumprimento rigoroso” das orientações da Direcção-Geral da Saúde e da polícia, para a quebra do maior número de cadeias de contágio e sua contenção.

Sugerir correcção