Coronavírus: Protecção Civil de Lisboa activa plano de emergência distrital

Para Hélder Sousa Silva, o plano servirá para flexibilizar a mobilização de meios entre os municípios numa perspectiva de ajuda mútua no combate à covid-19.

,Carro de tamanho médio
Foto
rui gaudencio

A Comissão Distrital de Protecção Civil (CDPC) de Lisboa vai activar o plano de emergência distrital devido à pandemia de covid-19, informou à agência Lusa o presidente daquela entidade, Hélder Sousa Silva. A decisão foi tomada por unanimidade, este domingo, 29 de Março.

“Julgámos oportuno activar o nosso plano distrital de emergência e de protecção civil para o distrito de Lisboa”, disse o também presidente Câmara Municipal de Mafra, acrescentando que entrará em vigor a partir das 0h de segunda-feira.

De acordo com o autarca (PSD), a activação do plano foi proposta à secretária de Estado da Protecção Civil, Patrícia Gaspar, que irá lançar um despacho com a tomada de posição.

“Esta decisão, acertada e aprovada por unanimidade, visa flexibilizar a intervenção e a resposta conjunta, porque dentro em breve os meios próprios de cada município não vão ser suficientes para responder a todas necessidades”, referiu.

Hélder Sousa Silva salientou ainda a criação de um grupo permanente de acompanhamento constituído pela CDPC de Lisboa, pela PSP, pela GNR, pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, pelo INEM, pela Cruz Vermelha, pelas Forças Armadas, pela Autoridade Marítima e pela Segurança Social.

Segundo o presidente da Comissão Distrital de Protecção Civil de Lisboa, haverá reuniões durante a semana, às 11h, por videoconferência, e uma outra extraordinária todas às quartas-feiras, às 14:30.

O distrito de Lisboa é constituído pelos concelhos de Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Cadaval, Cascais, Lisboa, Loures, Lourinhã, Mafra, Odivelas, Oeiras, Sintra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira.

Sugerir correcção