Coronavírus empurra o Primavera Sound de Barcelona para Agosto

Um dos mais importantes festivais de Espanha, com um gémeo em Portugal, viu a sua data alterada para o Verão, de 26 a 30 de Agosto. Em breve saberemos o que vai acontecer ao do Porto.

Foto
O Nos Primavera Sound atrai sempre multidões ao Parque da Cidade Nelson Garrido

Já não vai ser na Primavera, mas no Verão. A pandemia de covid-19 que atinge números alarmantes de infectados e de mortes em todo o mundo está a provocar cancelamentos e mudanças de datas em festivais de música um pouco por todo o lado. Desta vez foi o Primavera Sound de Barcelona, um dos mais importantes de Espanha e com um congénere no Porto, a alterar o calendário.

Inicialmente previsto para ocupar as datas de 3 a 7 de Junho vai agora realizar-se entre 26 e 30 de Agosto, no mesmo local, o Parc Del Fòrum de Barcelona.

Contactado pelo PÚBLICO esta manhã, José Barreiros, da organização do Nos Primavera Sound, marcado para 11, 12 e 13 de Junho no Parque da Cidade, no Porto, adiou para amanhã, segunda-feira, às 12h, quaisquer esclarecimentos sobre a edição deste ano. A 18 de Março, José Barreiros tinha já tornado claro que seria praticamente impossível manter as datas anunciadas.

“A actual crise sanitária global da covid-19 força-nos a adiar a próxima edição do Primavera Sound. A nossa prioridade absoluta é garantir a segurança do nosso público, dos artistas e de todas as pessoas envolvidas no festival”, pode ler-se no comunicado divulgado pela organização do festival catalão e citado pelo diário espanhol El País.

No mesmo documento informa que, para já, não está em condições de dizer como é que este adiamento virá a afectar o cartaz, mas garante que tudo fará para que as alterações sejam mínimas.

A edição de 2020 do festival de Barcelona, aquela em que festeja o seu 20.º aniversário, tinha previstos artistas e bandas consolidados como Iggy Pop, Massive Attack, The Strokes, Beck, Lana del Rey, Bad Bunny, The National, Bad Gyal, Brockhampton ou Tyler. No palco mais pequeno eram esperados Little Simz, Weyes Blood, Fontaines D.C., Bikini Kill, Chromatics, Kacey Musgraves, King Princess, Young Thug, Bill Callahan, The Jesus and Mary Chain, Caribou, Cigarettes After Sex, Yo La Tengo, Brittany Howard, Mavis Staples ou Kim Gordon. 

“Sentimo-nos na obrigação e com a responsabilidade de, no que estiver ao nosso alcance, contribuir para a sobrevivência da cena da música ao vivo, que terá um papel-chave no regresso à normalidade depois desta situação absolutamente inédita”, continua o comunicado do Primavera Sound, para mais à frente se referir ao festival português: “Em breve teremos mais detalhes sobre o Nos Primavera Sound Porto 2020. Agradecemos a vossa paciência e compreensão perante esta situação excepcional.”

Os dois festivais partilham, naturalmente, muitos artistas. No Porto entre os cabeças-de-cartaz estavam Lana Del Rey, Beck, FKA Twigs, e Tyler The Creator. Do alinhamento dos três dias constavam também nomes como Bad Bunny, King Krule, Kim Gordon, Weyes Blood, Pavement, Black Midi, Chromatics ou Dinosaur Jr.

Notícia alterada às 12h05 para incluir a posição da organização do Nos Primavera Sound