,Banco de imagens
John Moore/Getty Images
Entrevista

Jeanine Cummins: “Como são arbitrárias as linhas na terra que delineamos de um país para o outro”

A escritora norte-americana, no centro de uma polémica por causa de Terra Americana, conta ao Ípsilon que quis escrever esta história de uma mãe mexicana e do seu filho em fuga para os Estados Unidos porque que lhe comoveu o coração. O romance, um dos acontecimentos literários do ano nos EUA, desencadeou uma discussão sobre quem pode escrever o quê.

Jeanine Cummins sabia que iriam criticar o seu terceiro romance, mas nada a preparou para o que aconteceu. Terra Americana (American Dirt no original) conta a história de Lydia, uma mexicana dona de uma livraria, casada com um jornalista, e que um dia se vê com o filho Luca, de oito anos, como únicos sobreviventes do massacre da sua família às mãos de narcotraficantes.