Hospitais privados pedem ao Estado “pagamento imediato” de dívidas em atraso

Associação Portuguesa de Hospitalização Privada e Ministério da Saúde não se entendem quanto aos valores em dívida. Ministério da Defesa Nacional reconhece que tem a pagar aos privados 60 milhões de euros.

Cirurgia
Foto
Paulo Pimenta

A Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP) pediu ao Ministério da Saúde, à ADSE e ao Instituto de Acção Social das Forças Armadas (IASFA) que procedam ao “pagamento imediato” das dívidas em atraso relacionadas com a prestação de serviços feitas pelos hospitais privados a estas entidades. Os valores em dívida ascendem a vários milhões de euros e dizem respeito a vários anos.