Autoridades accionam plano de Saúde Mental para situações de acidente grave ou catástrofe

Isolamento da população e protecção dos profissionais levam ARS de Lisboa e Alentejo a lançar o modelo criado depois dos incêndios de 2017 para apoio psiquiátrico em situações de emergência. Algarve accionou plano, mas só esta quarta-feira.

Foto
Centros de Saúde de Celas no centro de Coimbra Inês Fernandes

A estratégia para a Saúde Mental em situação de catástrofe foi accionada em Lisboa e Vale do Tejo, no Alentejo e no Algarve. O modelo ficou determinado num despacho de 2018 em resposta à situação de emergência resultante dos incêndios do Verão de 2017.