Reciclagem no Grande Porto atingiu “o maior valor de sempre”em 2019

A Lipor atingiu em 2019 “o maior valor de sempre”, recebendo mais de 8.513 toneladas de materiais encaminhados pelos cidadãos.

Foto
Nelson Garrido

Em 2019, a Lipor, entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos de oito municípios do Grande Porto, recebeu mais de oito toneladas de materiais encaminhados pelos cidadãos – “mais 1.857,93 toneladas de biorresíduos (+4,24% que em 2018), mais 6.654,96 toneladas de materiais entregues para reciclagem nos Ecopontos, Ecocentros e Zonas de Recolha Selectiva (+13,58% que em 2018 - papel, plástico e vidro)”. Receberam ainda menos 2.077 toneladas de lixo, -0.51% do que no ano anterior.

Segundo a Lipor, estes resultados são “fruto do forte investimento e da aposta que a Lipor e os municípios associados têm desenvolvido, com vista a maximizar e incrementar a quantidade de materiais a enviar para reciclagem.”

De momento, os cidadãos dos oito municípios da Lipor - Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde - têm à sua disposição um “sistema completo de infra-estruturas, equipamentos e serviços para a entrega selectiva dos resíduos, nomeadamente, Ecocentros, Ecopontos e zonas de recolha selectiva porta-a-porta”, acrescenta o comunicado da empresa.

Esse conjunto de infra-estruturas é complementado por serviços “especiais de recolha e pelo Centro de Triagem e Plataformas de apoio”, no qual os materiais separados pelos cidadãos são separados mais pormenorizadamente (triagem) antes de serem enviados para as indústrias de reciclagem.

Texto editado por Ana Fernandes

Sugerir correcção