A beleza dos origamis nas nossas mãos

Explorar o mundo animal e vegetal com a arte japonesa na ponta dos dedos.

Foto

Cisnes, corações, flores, cães, coelhos, unicórnios, pássaros, barcos, carros, estrelas ou borboletas. Dos modelos simples aos mais elaborados, o objectivo é explorar o mundo animal e vegetal com a arte japonesa na ponta dos dedos.

Com papel e inspiração, constroem-se figuras tridimensionais assentes em dobras geométricas, que além do passatempo e efeito decorativo trazem também benefícios para a motricidade fina. Na Internet há ideias, livros e tutoriais para todos os gostos e idades.

O Origami + apresenta modelos com explicações em vídeo e em fotos, de cada passo da dobragem, para que todos possam chegar facilmente a figuras como um Darth Vader, uma árvore de Natal em 3D, uma cabeça de rena ou de elefante, uma abóbora de Halloween ou um lírio. Para aguçar o engenho, pode ainda espreitar uma galeria com fotografias de origami de todo o mundo.

Também no Origami Fun são disponibilizados tutoriais de cada diagrama, gratuitos e com versões para imprimir em PDF. Há secções dedicadas aos principiantes, com bonecos simples como um chapéu, uma caixa ou uma joaninha, e, no mesmo nível de dificuldade, origami para crianças, onde podemos encontrar um cão que fala, uma coroa e um quantos-queres, entre outros modelitos. Para facilitar a procura, há uma lista de categorias (flores, caixas, animais, pássaros, estrelas e brinquedos) e um espaço para celebrar momentos especiais com dobragens inspiradas no Dia de São Valentim, na Páscoa, no Halloween e no Natal.

Passando da bonecada para uma dimensão mais utilitária, a página Origami Maniacs mostra como o papel se transforma em brincos, ganchos, candeeiros, malas, cestinhas com flores, quadros, jarras, mobiles decorativos e espanta-espíritos.

Se preferir as dicas em formato livro, a biblioteca da Fnac tem alguns títulos que podem ajudar. Enciclopédia do Origami (Nick Robinson), Harry Potter Origami (VVAA), Star Wars Origami (Chris Alexander), O Meu Livro de Origami de Animais (Girassol), Manga Origami (Marcio Hideshi Noguchi e Seth Friedman) e A Cidade de Origami (Nobel) são apenas alguns dos exemplos.

Sugerir correcção