O parafuso esquecido que provocou um descarrilamento

A CP e a Refer, empresas públicas sob a mesma tutela, acusam-se reciprocamente em tribunal. Uma litigância que resulta da separação entre a roda e o carril e que as empresas levam às últimas consequências. Numa série de cinco dias, o PÚBLICO revisita cinco casos, há anos por resolver. Ao segundo dia, a história de um parafuso colocado ao alto nas juntas dos carris que fez descarrilar um comboio.

,Vagão de trem
Foto
O descarrilamento ocorreu perto de Sernada do Vouga Nelson Garrido

A CP quer ser ressarcida pelos prejuízos e mete em tribunal a Refer e os empreiteiros desta, que faziam obras numa linha e não terão removido os materiais antes da passagem dos comboios. Mas eis que surgem suspeitas de sabotagem! Afinal havia nas imediações moradores zangados com o ruído provocado pelas obras durante a noite, que terão querido vingar-se dos períodos de insónia.