Luís Andrade

“Os jornais fizeram a política e as revistas teceram a cultura”

O portal Revistas de Ideias e Cultura prepara-se para colocar online a Sol Nascente e outras publicações que lançaram o neo-realismo português. A modernista Athena e a deslumbrante KWY são outros títulos que Luís Andrade, coordenador do projecto, anuncia para 2020.

Biblioteca
Foto
Luís Andrade, professor da Universidade Nova, coordena o portal Revistas de Ideias e Cultura (RIC) Nuno Ferreira Santos

Depois de ter disponibilizado na Internet os principais periódicos anarquistas, os títulos ligados ao movimento da Renascença Portuguesa ou as revistas que marcaram o primeiro modernismo, e ainda publicações tão decisivas para a cultura portuguesa do século XX como a gigantesca Seara Nova, com os seus 1604 números, ou O Tempo e o Modo, o portal Revistas de Ideias e Cultura (RIC), coordenado por Luís Andrade, professor da Universidade Nova, acolherá este ano as revistas fundadoras do neo-realismo, mas também a Athena de Fernando Pessoa, a KWY de Lourdes Castro e René Bertholo, a Raiz&Utopia ou A Mulher Portuguesa. E já se está a preparar a criação de um portal gémeo com as revistas modernistas brasileiras, a ser lançado em 2022, por ocasião do centenário da Semana de Arte Moderna de São Paulo.