Opinião

Só o Conselho do BCE pode criar dívida federal nas próximas semanas

Por mais boa vontade que exista, numa situação de crise como a actual, a arquitectura do euro representa um obstáculo quase intransponível.

Uma carta aberta ao Conselho Europeu, publicada ontem no Financial Times e subscrita, entre outros, por Aidan Regan, Matthias Matthijs, Catherine de Vries, Thomas Piketty, Mark Blyth e, em Portugal, por Francisco Louçã, solicita ao Conselho Europeu a criação de títulos de dívida federal europeia – “eurobonds” –, que financiariam a despesa pública de combate aos efeitos da covid-19, argumentando que a resposta à pandemia deve ser europeia e financiada pelo orçamento comum.