CP e IP em tribunal – a difícil coexistência entre a roda e o carril

A CP e a Refer (agora Infraestruturas de Portugal) são empresas públicas sob a mesma tutela, mas acusam-se reciprocamente em tribunal pedindo indemnizações uma à outra. Uma litigância que resulta da separação entre a roda e o carril e que as empresas levam às últimas consequências. Pedro Nuno Santos, que as tutela, diz que estas situações não deviam ocorrer. Numa série de cinco dias, o PÚBLICO revisita os casos, há anos por resolver

,Comboios de Portugal
Foto
Sergio Azenha

A Infraestruturas de Portugal (IP) queixa-se de uma “propensão persecutória” da CP - Comboios de Portugal por esta recorrer aos tribunais quando não obtém as indemnizações a que se julga com direito por parte da empresa responsável pelas infra-estruturas.