Foto

Em tempos de pandemia, às vezes rir é mesmo o melhor remédio

Nos dias de hoje, tudo pode servir de base para humor. Os memes sobre o coronavírus estão a percorrer a Internet para levar (pelo menos) uns segundos de riso a muitas pessoas. E até podem ser educativos.

Em tempos de pandemia (ou em qualquer outro tempo), rir pode ser mesmo o melhor remédio. E tendo em conta as previsões para as próximas semanas no que toca à covid-19, ou cedemos ao pânico ou fazemos o possível para nos mantermos psicologicamente saudáveis. 

Estamos em 2020 e os memes circulam pelas redes sociais, tornam-se globalmente populares numa questão de horas e têm como tema tudo e mais alguma coisa. É natural que, sendo o novo coronavírus o tema do dia (da semana, do mês e do ano), se multipliquem memes e vídeos sobre o assunto. Alguns podem ser algo insensíveis, mas a maior parte consegue arrancar a meia dúzia de gargalhadas tão necessárias para desanuviar a cabeça. E, de qualquer forma, como diz o humorista Guilherme Duarte (e não só), o humor continua a travar uma batalha com o politicamente correcto.

PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
Fotogaleria

Por varandas e janelas, os italianos usam a música para encurtar a distância que os separa e esquecer por uns segundos a dor que o vírus está a provocar no país. Pela Europa fora, os jovens usam aplicações para combater o isolamento. E no Instagram estão a espalhar-se todo o tipo de desafios, desde dar toques com rolos de papel higiénico, a partilhar fotografias em criança ou a desenhar cenouras. Com um pouco de imaginação, tudo pode servir para combater o tédio e afastar as preocupações que nos pesam nos ombros.

As celebridades também se juntaram à festa. Cardi B publicou um vídeo onde se admite assustada pela epidemia, mas de um jeito cómico; a publicação chegou a milhões de pessoas e até já originou músicas. Gal Gadot decidiu construir uma compilação com vídeos dos amigos – caras bem conhecidas como Jimmy Fallon, Norah Jones, Mark Ruffalo, Will Ferrell ou Zoë​ Kravitz – a cantarem a canção Imagine, do ex-Beatle John Lennon. Em Portugal, os humoristas continuam o seu trabalho de criação de imagens e vídeos que circulam pelo Instagram e divertem meio mundo.

Os memes vão desde os exageros relativos à compra de papel higiénico e às escolhas envolvendo riscos desnecessários, até ao humor negro e à ironia da situação que vivemos actualmente — porque, afinal, é melhor rirmo-nos de nós próprios do que chorar. Há um pouco de tudo: aspectos cómicos do dia-a-dia, vídeos de cães e gatosreferências a ficção científica, guias de sobrevivência ao isolamento e brincadeiras de quem está fechado em casa há dias (como um italiano a comer carros com a mão como o Pac-Man ou um ratinho assustado porque estão a tocar-lhe com as mãos sujas). Estão, inclusive, a começar a aparecer contas criadas unicamente para memes dedicados ao vírus. 

Sugerir correcção