Coronavírus: Guterres alerta para risco de milhões de mortes

Foto
António Guterres, secretário Geral da ONU YANA PASKOVA/Reuters

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, avisou nesta quinta-feira que se a propagação do novo coronavírus não for travada, especialmente nas regiões mais vulneráveis, morrerão milhões de pessoas.

“Está demonstrado que o vírus pode ser contido. Ele tem de ser contido”, disse Guterres, numa conferência de imprensa em que pediu a ajuda de todos para ser possível parar a pandemia.

O secretário-geral das Nações Unidas acrescentou que os governos devem coordenar-se à escala global para conseguirem uma resposta à emergência sanitária e à iminente crise económica mundial.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, infectou mais de 220 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8900 morreram. Das pessoas infectadas, mais de 85.500 recuperaram da doença.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se já por 176 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir actualmente o maior número de casos, com a Itália com 2978 mortes em 35.713 casos, a Espanha com 767 mortes (17.147 casos) e a França com 264 mortes (9134 casos).

Vários países adoptaram medidas excepcionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Sugerir correcção