Torne-se perito

Ganham o dobro do primeiro-ministro. Tribunal de Contas desconfia de gestores da ANAC

Reguladora da aviação civil permitiu à ANA cobrar 157 milhões de euros de taxas aos passageiros sem base legal para o fazer.

,Aviação
Foto
NELSON GARRIDO

A entidade reguladora da aviação civil, a ANAC, tem à sua frente gestores provenientes da maior empresa regulada por este organismo, a ANA Aeroportos, e isso acarreta conflitos de interesses. São eles que permitiram que a concessionária dos aeroportos portugueses tenha cobrado 157 milhões de euros de taxas aos passageiros no triénio 2015-2017 apesar de a lei não lho permitir, conclui uma auditoria do Tribunal de Contas divulgada esta terça-feira.