Coronavírus: Cabo Verde Airlines suspende “todas as actividades”

Estão interditadas ligações aéreas a Portugal e a todos os países europeus com casos de covid-19, além de, entre outros, Brasil e EUA.

,CIA aérea
Foto
Cabo Verde Airlines em terra pelo menos por 30 dias

A Cabo Verde Airlines anunciou a suspensão de todas as suas operações a partir desta quarta-feira, 18 de Março, por um período “de, pelo menos, 30 dias”.

A razão: o “alastramento progressivo da pandemia do coronavírus covid-19 a mais de 150 países”, a maioria dos quais já com “proibições temporárias de viagens” que obrigam “as companhias aéreas a suspenderem as actividades”.

Em comunicado, a empresa interliga a decisão com a “acção do Governo de Cabo Verde de encerrar as fronteiras do país”. 

Foram interditadas, pelo menos por três semanas, ligações aéreas a Portugal e a todos os países europeus com casos de covid-19, assim como aos Estados Unidos, Brasil, Senegal e Nigéria a partir de quarta-feira.

No início de Fevereiro, a mesma medida tinha sido aplicada em relação a Itália, o que levou à suspensão dos voos da companhia para Roma e Milão.

A Cabo Verde Airlines já tinha suspendido voos para Washington DC (EUA), Porto Alegre (Brasil) e Lagos (Nigéria), a que se juntam agora as rotas de Boston (EUA), Lisboa (Portugal), Paris (França), Dakar (Senegal), Fortaleza e Recife (Brasil).

Em comunicado, a companhia cabo-verdiana “lamenta o inconveniente causado a todos os passageiros” e assegura que está “a fazer tudo” para dar resposta a todos os clientes que, “em número elevado”, estão a pedir informações.

Ao mesmo tempo, informa que a manutenção de “voos especiais, humanitários, de repatriação ou de carga, de forma a garantir que o arquipélago não fique isolado e que os bens essenciais, como medicamentos, podem ser fornecidos” está a ser discutida com autoridades e accionistas.

Em Cabo Verde, ao momento desta publicação, não existia nenhum caso de covid-19 confirmado.

Sugerir correcção