Artes marciais para pais e filhos no YouTube

O desafio é não só fazer exercício físico, mas também “ajudar os pais na desafiante tarefa de entreter as crianças em casa” durante este período de quarentena.

Foto
DR

A Academia STAT, dedicada às artes marciais, decidiu fechar as portas das suas três academias, duas em Lisboa e uma em Cascais, e abri-las online. O programa, ao qual se acede pelo YouTube, é composto por vídeos que se adequam a diferentes idades e fases de treino. Esta é uma maneira de motivar os alunos a treinar e continuarem “o seu percurso rumo aos novos cintos”, diz o fundador da marca, Pedro Tânger, em comunicado.

A academia pisca ainda o olho às outras crianças e jovens que queiram praticar artes marciais, sozinhas ou em família. O desafio é não só fazer exercício físico, mas também “ajudar os pais na desafiante tarefa de entreter as crianças em casa” durante este período de quarentena. 

Trata-se de um programa online gratuito que qualquer um pode pôr em prática. “A decisão de fechar não foi fácil, mas faz todo o sentido já que criámos uma alternativa para prosseguir com as aulas e a prática da modalidade. Tenho a sorte de ter uma equipa fantástica que apoiou e que integrou o projecto com a rapidez necessária a fim de se encontrar uma solução para um problema que ainda tem tantos contornos por definir, mas que nos afecta a todos”, refere o empresário.

As aulas são dadas pelos instrutores das academias.