50 mil italianos não podem cumprir o apelo para ficar em casa

Ficar em casa para tentar travar a cadeia de contágio da covid-19 é o mandamento principal em Itália. Mas este é um apelo que não pode ser seguido por cerca de 50 mil italianos sem-abrigo. Uma ONG lançou um alerta em forma de hashtag: #queriaficaremcasa

,Itália
Foto
Os sem-abrigo são um grupo particularmente vulnerável neste momento em Itália: além de não terem uma casa para se isolar frequentam espaços lotados e insalubres Alessandro Bianchi/Reuters

Ficar em casa para parar o contágio da covid-19. Foi isto que o primeiro-ministro impôs a todos os italianos. E quem não tem casa como é que faz? Questão que se soma a muitas outras, como a de como gerir centros de acolhimento para evitar que a presença de um contágio leve ao encerramento de serviços essenciais para os sem-abrigo. O Instituto Nacional de Estatística estima em 50 mil pessoas sem tecto em Itália, entre as quais, sete mil em Roma.