E quando o emprego acabar? Daniel Susskind dá algumas pistas

O ritmo acelerado a que a inteligência artificial está a evoluir, leva a que o economista e investigador de Oxford trace alguns cenários para que os trabalhadores consigam manter-se no mercado laboral.

Concerto de rock
Fotogaleria
Daniel Susskind trabalhou como conselheiro no governo de Tony Blair e David Cameron Mario Santos/Porto Editora
,Um mundo sem trabalho: tecnologia, automação e como devemos responder
Fotogaleria
Daniel Susskind é investigador em Oxford Fisher Studios/Porto Editora

Daniel Susskind, economista e investigador da universidade de Oxford, no Reino Unido, acredita que as próximas décadas trarão o fim do emprego pago. Em 2020, há robôs a cuidar de idosos, algoritmos a escrever romances, máquinas a ajudar médicos no bloco operatório, e carros que se conduzem sozinhos. Depois de anos a debruçar-se sobre a questão e a trabalhar como conselheiro político do governo britânico, tanto na administração de Tony Blair como na de David Cameron, Susskind alerta que é preciso preparar a sociedade.