Investigadora coloca em causa eficácia de fichas de polícias para avaliar violência doméstica

Análise linguística forense das 20 questões que compõem as fichas de avaliação de risco usadas pela PSP e pela GNR nos casos de violência doméstica.

Violência doméstica
Foto
Adriano Miranda

O alerta soa numa nova tese de mestrado da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Ana Sofia Carneiro Ferreira fez uma análise linguística forense das Fichas de Avaliação de Risco de Violência Doméstica e detectou diversos problemas que “podem afectar a sua eficácia”.