Veto técnico e não político das câmaras é a saída do Governo para o Montijo

Depois de semanas em que as divergências e contradições sobre o Montijo campearam dentro do PS e do Governo, o primeiro-ministro encontrou uma saída: as câmaras só têm de dar parecer técnico. E está a negociar contrapartidas.

O primeiro-ministro, António Costa, irá negociar contrapartidas com as
Foto
O primeiro-ministro, António Costa, irá negociar contrapartidas com as câmaras rui gaudencio

O Governo não está disposto a deixar cair a construção no Montijo do aeroporto complementar ao de Lisboa. Depois de se terem multiplicado as declarações diversas e mesmo opostas sobre o assunto, feitas por governantes e por dirigentes socialistas, o Governo defende agora uma interpretação diferente da que tem sido feita da lei que regula a construção de aeródromos, a qual atribui aos municípios afectados a obrigatoriedade de darem um parecer positivo, soube o PÚBLICO.