Entrevista

“Olhar com esperança para algo desastroso só nos vai dar, acima tudo, mais humanidade”

Como gerir a situação actual e as emoções que a mesma desperta? Em entrevista ao PÚBLICO, a psicóloga clínica Maria Palha explica o que é normal sentir, ao que devemos estar atentos e como devemos aprofundar a noção de esta ser uma situação passageira.

Foto
“Nesta fase de três meses, todas as reacções são normais” DR

De um dia para o outro, um vírus que se julgava longe alterou toda a nossa existência. Sobretudo a partir do momento em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu decretar a covid-19 como uma pandemia. É este o momento-zero que a psicóloga clínica Maria Palha, fundadora da associação BeHuman e com experiência em contextos de crise (humanitária, armada, epidémica, em catástrofes naturais) tem em conta, focando-se no período que vai desde esse instante até aos três meses.