Coronavírus. Portugal tem 112 casos confirmados, mais 34 do que ontem

Casos na região de Lisboa e Vale do Tejo duplicaram em relação a quinta-feira. Sabe-se que um dos casos positivos é um aluno da Nova SBE, que teve um resultado positivo nos testes para a covid-19. Por causa disso, a universidade decidiu fechar o campus de Carcavelos.

Foto
No Hospital de São João: o Norte concentra a maioria dos casos confirmados de infecção Adriano Miranda

Neste momento, há em Portugal 112 casos confirmados do novo covid-19, informa a Direcção-Geral da Saúde no balanço diário de novos casos. São mais 34 do que na quinta-feira, dia em que se soube que um dos doentes internados no São João tinha recuperado. Dos 112 casos confirmados em Portugal, há 107 pessoas que estão internadas em hospitais. Há cinco pessoas que estão a ser tratadas em casa. 

Paralelamente há 1308 casos suspeitos e 172 pessoas à espera dos resultados laboratoriais dos serviços de saúde.

A maioria dos casos de infecção foi identificada na região Norte (53 casos) e em Lisboa e Vale do Tejo (46 casos) — em Lisboa os casos duplicaram em relação a quinta-feira. Na região Centro e Algarve há seis casos por região. Alentejo e ilhas continuam sem episódios de infecção. Há ainda um caso de uma pessoa infectada em Portugal com residência no estrangeiro. 

Dos doentes, 68 são homens e 44 são mulheres. O infectado mais novo tem entre 0 e nove anos, e os dois infectados mais velhos têm mais de 80 anos. A maioria dos infectados (46) tem entre 30 e 50 anos.

Dois alunos da Universidade Nova com teste positivo

Dos casos confirmados, sabe-se que um deles é um aluno da Nova SBE. O aluno, “de nacionalidade portuguesa”, regressou de “de um período de férias no estrangeiro” no início do mês e que teve um teste positivo para a covid-19, confirmou fonte da Universidade Nova ao PÚBLICO.

campus de Carcavelos, onde se situa a faculdade de economia, vai estar encerrado ao longo do dia.

O aluno está “assintomático e de quarentena”. Quando regressou, o país “não estava ainda referenciado como área de transmissão activa do vírus”. “Todos os membros da comunidade foram já devidamente informados via e-mail desta situação”, informa a mesma nota. “Foi-lhes pedido que não se desloquem ao campus e que aguardem novas informações”.

Também um estudante da Nova Information Management School, que se situa no campus de Campolide, deu positivo no teste à covid-19 “depois de ter estado fora de Portugal” e “ter regressado no final de Fevereiro”, informou a Universidade Nova, numa mensagem divulgada junto dos alunos.

Tanto as instalações da Nova SBE, em Carcavelos, quanto da IMS, em Campolide estão encerradas. Em ambos os casos, foi accionado o plano de contigência da Universidade Nova, que determina o encerramento imediato das instalações. 

As pessoas que tiveram contactos próximos com ambos os estudantes estão a ser identificadas e contactadas. 

As aulas continuam, mas à distância. No caso da Nova SBE, as aulas à distância já acontecem desde quinta-feira; no caso da IMS vão começar na segunda-feira.

Mais 34 casos do que ontem em todo o país

O balanço desta quinta-feira dava conta de 78 casos confirmados, 637 suspeitos e 133 pessoas a aguardar resultado laboratorial. Na quinta-feira soube-se que um doente internado no Hospital de São João, no Porto, tinha recuperado da doença, depois de um teste negativo. 

A maioria dos casos confirmados situavam-se a Norte: só nesta região havia 44 casos confirmados. Em Lisboa havia 23, no Algarve e no Centro cinco. O Alentejo e as ilhas não tinham qualquer caso confirmado. Havia ainda um caso positivo português no estrangeiro.