Torne-se perito

Buracos nas ruas martirizam passageiros da Carris

Há várias carreiras com percursos alterados devido ao abatimento das estradas em vários locais da cidade. A carreira 712 é, no entanto, a mais fustigada.

Lisboa
Foto
guilherme marques

Saiu a fava aos passageiros da 712. O percurso desta carreira da Carris está alterado não por um, nem por dois, mas por três condicionamentos de trânsito. E o motivo é igual para todos: abatimento da estrada devido a roturas em colectores de esgotos.

Em Janeiro foi a Rua Maria Pia, na semana passada foi a Rua Jacinta Marto e já esta quinta-feira foi a Rua Senhora da Glória. Em todas há buracos na via que impedem a passagem dos carros e autocarros. Há mais carreiras afectadas por estes cortes de trânsito, mas a 712 faz o pleno e é neste momento a mais perturbada.

Quando sai de Alcântara-Mar, a carreira segue agora pela Av. 24 de Julho, Av. Infante Santo e Rua Domingos Sequeira, só retomando o percurso habitual já quase a chegar a Campolide. O problema no colector da Maria Pia, detectado em meados de Janeiro, envolve uma obra de monta que vai demorar meses a resolver. Como também ficou afectada a carreira 742, os moradores da Meia Laranja e de todo o eixo ficaram sem serviço de transporte público.

Esta quinta, a Carris pôs duas carrinhas de nove lugares a fazer a Rua Maria Pia para cima e para baixo até ao local em que o trânsito está cortado. De dez em dez minutos, entre as 7h30 e as 16h30, há ligações a Alcântara e a Campo de Ourique.

Na Rua Jacinta Marto, onde passam as carreiras 706, 730 e 712, o buraco apareceu há uma semana e deve, segundo previsão da câmara, estar resolvido até 27 de Março. O percurso faz-se agora pela Rua Dona Estefânia e Rua Pascoal de Melo, atrasando a chegada à Av. Almirante Reis.

Já sobre o buraco na Rua Senhora da Glória, que só afecta a 712, ainda não há dados. Esta carreira está agora a fazer o percurso da 735, isto é, via Rua Washington até à Rua Vale de Santo António e a Santa Apolónia.

Sugerir correcção