Morreu Michel Roux, o chef que ensinou Gordon Ramsay e toda uma geração

O lendário cozinheiro, o primeiro a ter três estrelas Michelin no Reino Unido, tinha 79 anos.

Foto
Michel Roux tinha 79 amos The Roux Scholarship

“A estrela de Michel irá brilhar para sempre, iluminando o caminho para uma geração de chefs”. É assim que a família, em comunicado, se despede de Michel Roux, o chef francês que, nos anos de 1960, levou a sabedoria gastronómica parisiense para Londres e se tornou uma influência suprema na cozinha britânica contemporânea. O cozinheiro morreu esta quarta-feira vítima de um problema pulmonar crónico, confirmou a família.

Roux tornou-se célebre não só pelos seus restaurantes, mas também pelas presenças em programas de culinária na televisão e pelos seus livros, além de dar nome a uma competição de cozinheiros destinada a formar os melhores.

O chef treinou cozinheiros como Pierre Koffmann, Marco Pierre White ou Gordon Ramsay, lembra o The Guardian. A fazer justiça à sua fama de belicoso, Ramsay envolveu-se há três anos numa disputa com o seu velho mestre por causa da moda dos clientes fotografarem pratos: o restaurante de Roux proibiu fotografias e Ramsay chamou-lhe “pedante”, dizendo que “ele é apenas um velho rezingão que se esqueceu de seguir adiante".

Considerado uma das maiores influências na geração de chefs britânicos (e não só) pós-1960, Roux nasceu em Charolles, na França, onde cresceu a passar o tempo na charcutaria do tio. Terá sido aqui que começou a sua aprendizagem de algumas das grandes obras-primas da gastronomia francesa. Aos 14 anos, já com a família a viver em Paris, passou para outra arte: começou a trabalhar numa confeitaria.

Foi na arte da pastelaria que começou a dar cartas, conquistando vários prémios em competições francesas. Enquanto isso, foi aprofundando os seus conhecimentos de alta cozinha francesa.

Com o irmão, Albert, chegou a Londres no final da década de 1960. Abriram o restaurante Le Gavroche e tiveram um impacto imediato, já que a cena britânica estava ainda muito longe da sofisticação gastronómica de Paris. Ambos cozinhavam, e o Gravoche acabaria por tornar-se o primeiro restaurante do Grã-Bretanha a conquistar três estrelas

A dupla meteu depois mãos à obra noutra vertente mais tradicional do país: compraram um pub, o Waterside Inn, em Bray, numa margem do Tamisa em Bekshire. Em pouco tempo, tinham-no tornado um restaurante elegante, com um bar de cocktails de topo. Os críticos renderam-se e em 1985 chegaram também as três estrelas Michelin para o Waterside. É o único restaurante britânico que manteve tal distinção durante 30 anos.

A arte dos irmãos Roux já teve continuação: ambos tiveram filhos que são hoje em dia chefs de renome.

A dupla separou-se em 1986, com Albert e o filho, Michel Roux Jr, a ficarem com a gestão do Le Gavroche (actualmente localizado em Mayfair e ainda nas mãos dos dois), enquanto Michel e o filho, Alain Roux, ficaram com o Waterside Inn (o pai passaria o restaurante para a gestão do filho em 1982).

Entre as muitas distinções recebidas por Michel Roux contam-se a Ordem do Império Britânico e a Legião de Honra da França.

Sugerir correcção