Câmara do Porto recusou “proposta” para comprar o Coliseu

Rui Moreira diz ter recebido em Novembro um parecer que defendia algo “inaceitável”: a aquisição do imóvel pelo município, que ainda pagaria as obras e o manteria sob gestão dos Amigos do Coliseu.

Foto
O futuro do Coliseu decide-se esta sexta-feira, em assembleia-geral nelson garrido

Sem qualquer força deliberativa para impedir que a Câmara do Porto avance com a proposta de concessão do Coliseu a privados - aprovada na segunda-feira de manhã, em reunião de executivo - o debate sobre o equipamento promovido numa assembleia municipal extraordinária, esta segunda-feira à noite, trouxe novos dados sobre esta fase de incerteza por que passa esta sala de espectáculos. Rui Moreira não assistiu ao debate mas, antes de deixar a reunião, fez uma intervenção em que lançou achas para uma fogueira que vai já com lume bem alto a caminho da assembleia-geral da Associação dos Amigos do coliseu, marcada para esta sexta-feira.