Torne-se perito

Os papagaios também conseguem compreender probabilidades

Três experiências provam que os papagaios-da-nova-zelândia entendem probabilidades, tal como os humanos e os chimpanzés. É mais uma prova da inteligência animal.

,Kea
Fotogaleria
Os papagaios-da-nova-zelândia fizeram três testes sobre probabilidades Amalia Bastos
Fotogaleria
Nas experiências, os papagaios-da-nova-zelândia tinham de escolher entre peças laranja e pretas (estas tinha valor) Amalia Bastos
,Kea
Fotogaleria
Nas experiências, os papagaios-da-nova-zelândia tinham de escolher entre peças laranja e pretas (estas tinha valor) Amalia Bastos

Os papagaios-da-nova-zelândia sempre tiveram que se desenrascar. Vivem nas regiões montanhosas da Nova Zelândia e para conseguir comida – que é bem escassa nessas zonas – tiveram de ter alguma inteligência. Agora, o desafio foi diferente: dois cientistas testaram a sua capacidade de compreender probabilidades. Surpreendentemente, estas aves passaram nos testes. Num artigo publicado na última edição da revista científica Nature Communications, são apresentadas as primeiras provas que demonstram que os papagaios-da-nova-zelândia percebem probabilidades. Juntam-se assim ao grupo dos humanos e dos chimpanzés, que até agora eram os únicos a quem se conheciam estas capacidades.