Escrito ouvindo a Patriot Radio

Para se perceber melhor como funciona a máquina de propaganda de Trump, vale a pena ouvir-se esta rádio várias vezes citada pelo Presidente.

Os EUA são um país complicado. Parte da sua força vem daí, e todos os perigos vem também daí. Quem conhece Nova Iorque conhece uma América, quem conhece o Nebraska conhece outra, Vermont, idem, Alabama, idem, Texas, idem. Isto é um truísmo, não adianta muito mas, mesmo assim, nestes tempos de crise da democracia nos EUA adianta um pouco mais. Existe um Trump country que já lá estava antes e vai continuar a estar depois. Mas nunca esteve tanto no centro do poder político como está agora, nem com Nixon, nem com Reagan, nem com os Bush. Podia ter estado com George Wallace ou Goldwater, mas ambos foram esmagados eleitoralmente por presidentes reformistas como Lindon B. Johnson, ele também vindo da América profunda.