Torne-se perito

Choque no topo do Montepio provoca nova saída na gestão

Banco está sob pressão para colocar produtos da Associação, que está sob pressão para corrigir o valor do banco nas suas contas. E no topo da gestão, as tensões avolumam-se.

,Banco
Foto
Manuel Roberto / Publico

No início desta semana, Carlos Leiria Pinto renunciou ao cargo de administrador executivo do Banco Montepio, para ir ocupar funções noutra instituição. A saída do gestor, ex-Banco Mundial, ocorre numa altura sensível para o banco chefiado por Pedro Leitão, chamado a envolver-se na captação de liquidez para o seu accionista, a Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG), que acaba de convocar, para a próxima sexta-feira, o Conselho Geral para apresentar as contas de 2019.