Mulheres mais afectadas por alterações climáticas e mais dispostas a combatê-las

Relatório do Instituto Europeu da Igualdade de Género indica que é maior a percentagem de mulheres que procura consumir menos, reduzir o desperdício e comprar produtos locais e que a pobreza energética as afecta de forma desproporcional

,Lisboa
Foto
Nuno Ferreira Santos

As mulheres são mais propensas a adoptar comportamentos amigos do ambiente, mas os homens dominam a tomada de decisão sobre essa matéria, realça o Instituto Europeu de Igualdade de Género na mais recente avaliação da Plataforma de Acção de Pequim, a histórica declaração resultante da IV Conferência Mundial sobre as Mulheres, organizada pelas Nações Unidas há 25 anos.