Campeã olímpica dos 3.000m obstáculos suspensa devido a doping

Atleta do Bahrein ainda pode recorrer, mas tem, desde já, a participação no Jogos de Tóquio em risco.

Foto
Reuters/Kai Pfaffenbach

A campeã olímpica dos 3000 metros obstáculos, Ruth Jebet, do Bahrein, foi suspensa por quatro anos devido a doping por EPO, revelou nesta quarta-feira a unidade de integridade da federação internacional de atletismo (IAAF).

Suspensa provisoriamente desde 2018, a atleta nascida no Quénia ainda pode recorrer da decisão, mas, se esta não for revertida, a jovem de 23 anos não vai poder defender o seu título nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, que estão agendados para o período entre 24 de Julho e 9 de Agosto.

Ruth destacou-se no Verão de 2016 quando foi campeã olímpica no Rio de Janeiro e estabeleceu um novo recorde do mundo, fixado em 8m52,78s, em Paris, entretanto “pulverizado” pela antiga compatriota Beatrice Chepkoech, com 8m44,32s, em Julho de 2018.

O título olímpico não está em causa, uma vez que o teste positivo foi feito a 1 de Dezembro de 2017.