Torne-se perito

No Ponto: dom bravo, Penalva do Castelo

O dom bravo foi criado pela pastelaria Pena d’Alva, em Penalva do Castelo, como forma de celebrar a maçã bravo de Esmolfe.

Foto

O dom bravo é um bolo de festa, composto por camadas de massa folhada, compota de maçã bravo de Esmolfe e natas. Foi criado pela pastelaria Pena d’Alva, em Penalva do Castelo, em 2015, como forma de celebrar a mais conhecida fruta da região. 

PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
Fotogaleria

A variedade “bravo de Esmolfe” apareceu espontaneamente, daí o “bravo”, numa quinta na freguesia de Esmolfe. É uma maçã perfumada e suculenta, óptima para a produção de doces. Assim se fez com o dom bravo que aplica a maçã numa deliciosa compota, com pedaços inteiros. Depois de montado, o bolo vai ao frio para robustecer e ser servido à fatia. Bravo! 

A Doçaria Portuguesa

Cristina Castro criou o projecto No Ponto para registar e dar a conhecer os doces do país. Tem vindo a publicar a colecção A Doçaria Portuguesa, “os mais completos livros sobre a história e actualidade dos doces de Portugal”. A investigação para este trabalho levou a autora a viajar por todos os concelhos em busca de especialidades doceiras. A partir da oportunidade de ver como se faz, de falar com quem produz, de conhecer vidas, histórias e tradições associadas à doçaria, surgiram os vídeos que desvendam um pouco de cada doce. Regularmente, a Fugas revela um vídeo novo sobre um doce diferente.

Sugerir correcção