Admissão de novos doentes para transplantes hepáticos em Coimbra suspensa há cinco meses

Bactéria multirresistente no ano passado e a falta de recursos humanos limitaram transplantes de fígado em adultos aos doentes já internados. Administrador do centro hospitalar explica que a unidade está a ser reestruturada, com o objectivo de se criarem “as melhores condições de resposta”.

Hospital
Foto

Há cinco meses que não entram novos doentes em lista de espera para a realização de transplantes hepáticos no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC). Uma bactéria multirresistente no internamento — que surgiu em Setembro e ficou resolvida ainda em 2019 — e a falta de recursos humanos limitaram os transplantes de fígado em adultos apenas aos casos urgentes de doentes já internados.