Ana Gomes entra directamente para terceiro lugar em sondagem sobre presidenciais

Em primeiro lugar mantém-se Marcelo Rebelo de Sousa e em segundo está André Ventura. Ana Gomes ultrapassa a bloquista Marisa Matias e fecha o pódio.

Ana Gomes ainda não é candidata
Fotogaleria
Ana Gomes ainda não é candidata rui gaudencio
Marcelo Rebelo de Sousa é o atual Presidente e mantém em aberto uma recandidatura
Fotogaleria
Marcelo Rebelo de Sousa é o atual Presidente e mantém em aberto uma recandidatura LUSA/PEDRO SARMENTO COSTA

Quinze entrevistadores da Intercampus ouviram 614 portugueses, 295 homens e 319 mulheres, sobre em quem pensam votar nas eleições presidenciais de 2021 e, pela primeira vez, Ana Gomes foi colocada como eventual candidata. O resultado foi uma queda de Marcelo Rebelo de Sousa no valor de dez pontos face ao estudo de opinião anterior. O actual Presidente da República conserva, ainda assim, intenções de voto em percentagem muito superior à necessária para vencer à primeira volta: 58,5%.

Ana Gomes é a nova entrada de Fevereiro no ranking dos presidenciáveis, no qual já estava o invencível Marcelo Rebelo de Sousa, mas também André Ventura (Chega), Marisa Matias (Bloco de Esquerda), Jerónimo de Sousa (PCP) e Carlos César (PS). Desta vez, entrou também a apresentadora Cristina Ferreira, que obteria, de acordo com a sondagem, 2,4% dos votos, se as eleições fossem hoje. Recorde-se que a estrela da SIC disse recentemente, em entrevista à revista Visão, que não descarta uma candidatura a Belém.

Neste barómetro da Intercampus, publicado no Correio da Manhã, o actual Presidente da República dá um tombo de dez pontos percentuais face ao mês anterior - o único a registar uma ligeira subida é, aliás, André Ventura, que passa de 8,7% para 9,3%. Marcelo desce de 68,5% para 58,5%, Jerónimo de Sousa de 3,2% para 2,6% e Carlos César de 1,6% para 1,3%. A queda maior é a registada por Marisa Matias, que tinha 7,4% e passou a ter 4,6% das intenções de voto.

Ao todo, estes quatro eventuais candidatos perdem quase 14 pontos percentuais. Já as duas entradas - Ana Gomes e Cristina Ferreira - atingem os 8,8% e os 2,4%, ficando em terceiro e sexto lugar, respectivamente. 

A sondagem foi realizada através de entrevistas telefónicas, entre os dias 11 e 17 de Fevereiro, e tem um erro máximo de amostragem, para um intervalo de confiança de 95%, de aproximadamente 4%. No total, foram inquiridos 614 eleitores recenseados, distribuídos por três grupos etários e de acordo com uma matriz de quotas de regiões.