De secretário de Estado a autor da “geringonça”

Começou a sua actividade política no Governo de Sá Carneiro, sobre quem escreveu o seu último ensaio. Esteve ao lado de Soares e criou expressões que ficaram na história política. Morreu nesta sexta-feira, aos 78 anos.

Foto
Pulido Valente foi secretário de Estado da Cultura do Governo de Sá Carneiro. A sua admiração pelo líder-fundador do PSD sempre foi assumida Nuno Ferreira Santos

Apesar de por três vezes ter tido destacada actividade política, Vasco Pulido Valente ficará para a história da política portuguesa como o criador da designação “geringonça” aplicada, e com sentido depreciativo, numa crónica no PÚBLICO, ao PS de António José Seguro. O termo acabou por ganhar, nacional e internacionalmente, um sentido positivo e elogioso da aliança parlamentar estabelecida entre o líder do PS, António Costa, e o BE, o PCP e o PEV, e que lhe permitiu governar na passada legislatura.