Kelly-Sikkema
Foto
Kelly-Sikkema

Esta rádio em Coimbra quer falar com os brasileiros em Portugal (e não só)

A ZucaTuga quer transformar a comunidade em co-produtora de programas de rádio. Vai para o ar a 29 de Fevereiro.

É online, chama-se ZucaTuga e resulta de um projecto de doutoramento desenvolvido entre as universidades de Coimbra e de São Paulo. Felipe Rocha prepara-se para lançar, no final do mês, uma rádio que pretende ser usada em benefício da comunidade e com a comunidade, disse à agência Lusa o doutorando brasileiro.

No “ar” haverá entrevistas com personalidades com relações fortes com o Brasil e Portugal, um espaço de aconselhamento jurídico com um doutorando brasileiro na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e um diálogo entre um imigrante brasileiro em Portugal e um português no Brasil sobre a condição de “forasteiros”, entre outros conteúdos. 

“A grande procura dos brasileiros por Portugal começou quase na época em que me mudei para aqui. Isso mostrou-me que o público com que ia trabalhar era perfeito. Passámos de uma comunidade que tinha 85 mil em 2017 para quase o dobro no final de 2019”, salienta Felipe Rocha.

Em Agosto de 2018 começou a estruturar o projecto. Entre Setembro e Outubro de 2019 começou a fazer as primeiras produções, ao mesmo tempo que foi recolhendo aquilo que seriam as maiores necessidades da comunidade brasileira em Portugal. Foi assim que chegou à rubrica de aconselhamento jurídico, onde pretende ajudar em questões de legalização e de direito laboral em Portugal.

No entanto, a ZucaTuga não será um espaço fechado, sendo o grande objectivo da rádio transformar a comunidade em co-produtora do projecto, participando nas rubricas e produzindo programas, salientou.

Para isso, serão feitas cerca de 60 oficinas presenciais de produção de conteúdos ao longo do país, para permitir que qualquer um possa participar, a partir do seu telemóvel, computador ou tablet. Utilizando o modelo operacional da RadioActive, projecto de rádio para comunidades juvenis financiado pela Comissão Europeia, a ZucaTuga não vai estar fechada apenas à participação de brasileiros, estando as portas abertas para portugueses e imigrantes no país, vincou.

O projecto conta já com parcerias com o Departamento de Jornalismo da Universidade de Coimbra, com a Rádio Universidade de Coimbra (RUC) e com a Associação de Pesquisadores e Estudantes Brasileiros em Coimbra.