Joaquin Phoenix salva uma vaca e a sua cria num matadouro na Califórnia

Após o discurso em que criticou a indústria pecuária e a separação de crias das mães, o actor foi visitar um matadouro que foge à regra.

Foto
Joaquin Phoenix na 92ª Cerimónia dos Óscares, onde ganhou o galardão para Melhor Actor. Reuters/REGIS DUVIGNAU

Dois dias depois da 92ª Cerimónia dos Óscares, Joaquin Phoenix, que venceu o Óscar para Melhor Actor, pela prestação em Jokervisitou um matadouro na Califórnia. O actor, que no seu discurso tinha criticado a indústria pecuária e a separação precoce das crias das suas mães, resgatou uma vaca e a sua bebé nascida há três dias.

No discurso, o actor criticou a actuação das quintas e dos consumidores: “achamos que temos o direito de inseminar uma vaca e tirar-lhe a cria (...) depois tiramos o leite, que seria para alimentar a cria, e usamos no café e nos cereais”. 

Na quinta-feira começou a circular pela internet um vídeo divulgado pela Farm Sanctuary, uma organização de resgata animal e que combate os abusos na indústria pecuária, em que Phoenix aparece a resgatar uma vaca, Liberty, e a sua cria, Indigo, de um matadouro, na Califórnia.

Segundo o The Guardian, na visita ao matadouro Manning Beef, em Pico Rivera, em Los Angeles, no Estado da Califórnia, Phoenix conversou com o CEO, Anthony Di Maria, que contou ao actor que a sua política passa por nunca matar mães e recém-nascidos, algo que foge à regra da generalidade dos matadouros.

Phoenix, que foi acompanhado pela mãe, por representantes da Farm Sanctuary e um grupo de activistas de Los Angeles, disse que nunca pensou fazer amizades num matadouro, até conhecer Anthony. “Ao abrir o meu coração ao dele percebi que podemos ter mais coisas em comum do que diferenças. Sem o seu acto de bondade, Liberty e a sua bebé, Indigo, teriam um fim terrível”, explicou.