Cenário da montagem

A nova história sobre os neandertais e as flores nas sepulturas

Investigadores voltaram à gruta de Shanidar, no Curdistão iraquiano, e encontraram novas provas que reforçam a teoria proposta há mais de 60 anos que defendia que os neandertais enterravam os seus mortos e punham flores nas sepulturas.

Houve uma altura em que a revelação de que os neandertais punham flores nas sepulturas seria uma grande surpresa. Hoje, talvez nem tanto. Vários estudos ajudaram nos últimos anos a construir uma versão bastante mais sofisticada desta espécie humana extinta que se cruzou com os nossos antepassados. O estudo publicado esta terça-feira na revista Antiquity, por investigadores no Reino Unido, reforça a ligação que já tinha sido feita entre os neandertais e rituais fúnebres (com deposição de flores).