PS cai três pontos e Chega atinge os 6%

Sondagem SIC/Expresso revela que o partido liderado por André Ventura foi o que mais subiu em relação às legislativas de Outubro.

,Bloco Esquerdo
Foto
daniel rocha

Uma sondagem Expresso/SIC, realizada pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa e do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa revela que, se houvesse agora eleições antecipadas, o partido Chega teria 6% das intenções de voto. Ou seja, cerca de mais 4,7 pontos percentuais do que a votação conseguida na eleição de Outubro do ano passado.

O partido liderado por André Ventura passaria assim para quinta força política, ultrapassando CDS e PAN, partidos que nesta sondagem ficaram, respectivamente, pelos 4% e 3%.

Já o PS cai para 33%, ficando apenas com cinco pontos de vantagem relativamente ao PSD e três pontos abaixo do resultado conseguido nas legislativas,

Nesta sondagem Expresso/SIC, o PSD mantém-se nos 28%. O PCP cresce ligeiramente (de 6,3% em Outubro para 8%) e o BE (9%), PAN (3%) e Iniciativa Liberal (2%) mantém-se no registo conseguido nas legislativas. O Livre - que elegeu Joacine Katar Moreira, mas acabou por tirar-lhe a confiança política - continua com o 1% que lhe deu a sua primeira representação parlamentar.

Este relatório baseia-se numa sondagem cujo trabalho de campo decorreu entre os dias 22 de Janeiro e 5 de Fevereiro de 2020. Teve 800 inquiridos e margem de erro é de +/- 3,5%.

Sugerir correcção