Fotogaleria
Mural representa uma menina com uma fisga e uma explosão de flores vermelhas Reuters/REBECCA NADEN
Fotogaleria
Reuters/REBECCA NADEN
Fotogaleria
Reuters/REBECCA NADEN
Fotogaleria
Reuters/REBECCA NADEN

Banksy joga com a violência e a inocência num mural no Dia dos Namorados

Banksy - cuja identidade não é publicamente conhecida - já confirmou que a obra de arte é sua.

O artista de rua britânico Banksy deu um presente de Dia dos Namorados à sua cidade natal de Bristol, no oeste de Inglaterra: um novo mural, com uma menina com uma fisga e uma explosão de flores vermelhas.

Banksy – cuja identidade não é publicamente conhecida – já confirmou que a obra de arte é sua, no seu Instagram e no seu website. É nessas páginas que reclama a autoria dos seus trabalhos.

O mural mostra uma menina com um lenço na cabeça, estampada na lateral de uma casa na área de Barton Hill, em Bristol, a tinta preta e branca. Segura uma fisga numa mão, com o outro braço projectado para trás, como se tivesse acabado de lançar um projéctil. No fim da trajectória da fisga está uma forma a vermelho vivo, qual espirro de sangue, feita de folhas de plástico vermelho e de flores.

Segundo a agência de notícias PA Media, a família proprietária da habitação está a procurar cobri-la com vidro, para a preservar. O desenho foi avistado pela primeira vez na quinta-feira de manhã, na véspera do Dia dos Namorados. A notícia foi dada primeiramente no Twitter na conta da Bristol Somali Community Association.

A arte de rua de Banksy chama frequentemente a atenção para questões sociais, ao adicionar elementos sombrios a cenas que de outra forma seriam alegres. Em Dezembro, o evasivo artista destacou a questão dos que dormem ao relento, com um mural a mostrar duas renas voadoras a puxar um homem sem-abrigo, com um banco de rua a servir de trenó, na cidade de Birmingham, no centro de Inglaterra.

Sugerir correcção