Inscrições abertas

Formação de professores na área da Educação para os Media agora em 13 cidades

Ações decorrem entre março e maio. Interessados podem inscrever-se até ao dia 25 de fevereiro.

Foto
Adriano Miranda

Literacia para os media e jornalismo; como potenciar o uso do digital na escola; a importância dos media sociais na participação democrática dos jovens. Por estas abordagens passam as ações de formação de professores, na área da educação para os media, que nos próximos três meses irão realizar-se em 13 cidades do país e cujo calendário foi divulgado pela Direção-Geral da Educação

As formações irão decorrer de março a maio. Os interessados podem inscrever-se até 25 de fevereiro, informa também a DGE.

Bragança, Braga, Figueira da Foz, Covilhã, Santarém, Cascais, Lisboa, Setúbal, Sines e Lagos acolherão a oficina de formação resultante de uma parceria entre o Sindicato dos Jornalistas e o Ministério da Educação. “Literacia para os Media e Jornalismo” começa no dia 7 de março e prolonga-se até 30 de maio, sempre nas manhãs de sábado. Tem 40 horas, 20 das quais presenciais. Os formadores são jornalistas e académicos especialistas da área do jornalismo.

Já “Educação para os media e para a cidadania: como potenciar o uso do digital na escola” chegará a Vila Nova de Gaia e Coimbra. Oficina de formação de 50 horas (metade é presencial), propõe-se “reforçar o conhecimento que os professores têm sobre a ligação intrínseca entre a educação para os media e a prática de uma cidadania ativa, usando práticas e dinâmicas que implicam os media e o jornalismo com ferramentas educativas”. Inês Amaral, Maria José Brites e Daniel Catalão são os formadores.

O curso de formação “A importância dos media sociais na participação democrática dos jovens”, ministrado por Vitor Tomé em Aveiro e Santarém, consiste em 25 horas, repartidas em seis sessões. Ponto de partida: “As crianças iniciam o seu contacto com os media sociais cada vez mais cedo. É comum o uso de redes como o YouTube ainda antes do ingresso no Ensino Pré-escolar. Importa prepará-las para essa inter-relação com os media, de forma que possam minimizar os riscos associados ao uso e beneficiar das oportunidades oferecidas por essas plataformas.”

A aposta na formação como capacitação da intervenção crítica de professores e alunos na sociedade é assumida como “uma das preocupações atuais da Direção-Geral da Educação, no âmbito da Educação para os Media, domínio que integra a componente curricular de Cidadania e Desenvolvimento”, com o objetivo de desenvolver competências para uma cultura de democracia e de aprendizagens com impacto na atitude cívica e individual, no relacionamento interpessoal e no relacionamento social e intercultural.

Sugerir correcção