Torne-se perito

Ronaldo marca no reencontro com Zlatan

CR7 fez um golo em San Siro no empate (1-1) entre AC Milan e Juventus na primeira mão das meias-finais da Taça de Itália.

Ronaldo marcou o seu 24.º golo da temporada
Foto
Ronaldo marcou o seu 24.º golo da temporada LUSA/MATTEO BAZZI

Há cinco anos que dois dos maiores goleadores das últimas décadas não se encontravam no relvado. Desde um PSG-Real Madrid em 2015 que Zlatan Ibrahimovic e Cristiano Ronaldo não estavam frente-a-frente, sobretudo porque o sueco passou os últimos anos a “descansar” no “soccer” norte-americano. Os dois avançados voltaram nesta quinta-feira a ser adversários, num AC Milan-Juventus a contar para a primeira mão das meias-finais da Taça de Itália, mas só um deles é que marcou. Foi na conversão de um penálti que Cristiano Ronaldo marcou o golo que deu o empate (1-1) à “vecchia signora” nesta visita a San Siro, um golo que pode ser decisivo na luta pelo acesso à final – a segunda mão joga-se a 4 de Março, em Turim.

Foi o oitavo jogo consecutivo de Cristiano Ronaldo a marcar, uma série que começou no início de 2020, com um hat-trick frente ao Hellas Verona. Os números de CR7 nos últimos meses são impressionantes: em 14 jogos desde 1 de Dezembro do ano passado, o avançado português marcou 18 dos 24 golos que já leva na presente temporada, um registo já muito próximo dos 28 que marcou na sua época de estreia com a Juventus.

Para além de ser um “clássico” do futebol italiano e de ajudar a decidir a presença numa final, este jogo era ainda marcado pelo 11.º confronto do capitão da selecção portuguesa com Zlatan Ibrahimovic, que regressou ao AC Milan depois de um exílio dourado em Los Angeles. E a verdade é que o sueco de 38 anos pareceu sempre mais em jogo que Ronaldo, desta vez com o croata Ante Rebic a fazer-lhe companhia no ataque dos “rossoneri” – o jovem português Rafael Leão ficou no banco.

Apesar do domínio territorial dos campeões italianos, foram do AC Milan as melhores oportunidades e Gigi Buffon, na baliza da Juventus, foi adiando o golo, inclusive num remate muito perigoso de Zlatan, aos 60’. Mas o veterano guardião pareceu surpreendido, aos 61’, com o desvio certeiro de Rebic, após cruzamento de Samu, que colocou o AC Milan na frente.

Os “rossoneri” foram segurando a vantagem sem grandes sobressaltos, mas ficaram em inferioridade numérica aos 71’, devido à expulsão de Theo Hernández, que viu o segundo amarelo por falta sobre Dybala. A Juventus aproveitou o “11 contra 10” para carregar e acabaria por chegar ao empate já depois dos 90’. David Calabria jogou a bola com o braço dentro da área quando Ronaldo já estava em movimento para um remate acrobático – o árbitro esperou pelo VAR, assinalou penálti e CR7 não falhou na conversão do castigo. 

Em França também foi dia de Taça. O Saint Etiénne foi a última equipa a garantir o lugar nas meias-finais, ao bater o Épinal, equipa da quarta divisão, por 1-2. Foi um jogo com alguma dose de sofrimento para os representantes da Ligue 1, que, depois de estarem a ganhar por 0-2, ainda viram os seus adversários amadores marcar um golo de penálti na segunda parte. Mas acabaram por seguram a vantagem, defrontando nas “meias” o Rennes. O outro finalista sairá de um Lyon-PSG.

Na Taça do Rei, a Real Sociedad teve bastantes dificuldades para bater o Mirandés, da segunda divisão, por 2-1, na primeira mão das meias-finais – Odegaard marcou o golo do triunfo dos bascos.

Sugerir correcção