Torne-se perito

Polícias devem responder em tribunal quando se recusam a socorrer animais, defende jurista

“Se for uma criança ou um velhinho actuam, para impedir que morra à fome e à sede”, observa Conceição Valdágua.

Foto
Nelson Garrido

Histórias como esta, passada em 2017, têm-se repetido uma e outra vez. Dois cães, três gatos e um coelho foram abandonados à sua sorte pelos donos num apartamento em Benfica. Quando a senhoria finalmente lá conseguiu entrar deparou-se com um cenário de horror: “Alguns estavam desmembrados. Chegaram a comer-se uns aos outros com a fome.” Uma das divisões encontrava-se atapetada de fezes.