Ensaio

O padre António Vieira no país dos cordiais

Apesar da descolonização política, a psique nacional reitera os hábitos mentais do colonizador; e assim, na consciência de muitos, Portugal ainda é império. Por outro lado, boa parte do comentariado tradicional desqualifica as leituras alternativas da história como anacrónicas, estrangeiradas e “incordiais”. A quem serve a hegemonia lusotropical e quem são os seus cultores? Um ensaio sobre a eterna leveza do anacronismo e os guardiães do consenso lusotropical.