Ípsilon

Crítica

Fúria de viver

Cada geração tem as Mulherzinhas que merece, e que maravilha que a versão de 2019 seja um filme de energia e de emoção arrebatadoras, autenticamente em estado de graça.