PGR confirma ter recebido “pedidos” de cooperação de Angola relacionados com o Luanda Leaks

Ministério Público angolano já emitiu cartas rogatórias. Pedidos de ajuda foram confirmados segunda-feira, no mesmo dia em que o hacker Rui Pinto assumiu ter sido o responsável pela divulgação dos documentos do Luanda Leaks

Foto
LUSA/MÁRIO CRUZ

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou esta segunda-feira, pela primeira vez, ter recebido do Ministério Público angolano vários “pedidos de cooperação judiciária internacional em matéria penal” no âmbito do caso que ficou conhecido como Luanda Leaks, garantindo ainda que lhes irá dar seguimento. A informação foi conhecida no dia em que o hacker português Rui Pinto assumiu ter sido o responsável pela divulgação dos mais de 715 mil documentos entregues a uma plataforma de protecção de denunciantes em África, fundada por um dos seus advogados e que foi partilhada com o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (conhecido pela sigla inglesa ICIJ).

Sugerir correcção
Ler 10 comentários