Jornadas parlamentares do PS com fortes e inéditas medidas de segurança

GNR monta forte aparato de segurança à entrada de quinta em Setúbal. Até cães para detecção de explosivos foram utilizados para revistar todos os carros.

Foto
PS - Foto de arquivo Nuno Ferreira Santos

As jornadas parlamentares do PS, que se iniciaram nesta terça-feira numa quinta da serra de Setúbal, começaram com fortes inéditas medidas de segurança. Vários militares de GNR, incluindo duas equipas com cães para detecção de explosivos, revistaram minuciosamente todos os carros que entraram na quinta.

As viaturas eram obrigadas a abrir o capot e o porta-bagagens com os passageiros fora dos veículos, enquanto os militares da GNR e os seus cães as revistavam, nomeadamente utilizando espelhos para verificarem os chassis.

Um assessor do PS garantiu ao PÚBLICO que nem o partido nem o grupo parlamentar pediram medidas de segurança excepcionais, acreditando que elas se ficaram a dever a iniciativa da GNR.

A única explicação para tal zelo de segurança pode ficar a dever-se à presença do ministro das Finanças, Mário Centeno, que abriu as jornadas parlamentares socialistas. Porém, em outras iniciativas em que Centeno tem participado enquanto ministro, não foram realizadas operações de segurança deste nível. 

As jornadas parlamentares do PS serão encerradas na quarta-feira pelo primeiro-ministro, António Costa. Ao longo de dois dias vão ainda passar por Setúbal os ministros de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva; de Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira; e do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes.