Caminito del Rey é oficialmente um dos “trilhos mais bonitos de Espanha” e quer ser Património Mundial

O vertiginoso passeio pelos ares em Málaga aproveitou a feira de turismo de Madrid para promover a sua candidatura à UNESCO e já reuniu quase 20 mil assinaturas de apoio.

Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters
Fotogaleria
Jon Nazca/Reuters

Localizado na província de Málaga, ficou outrora célebre como “o caminho mais perigoso do mundo”, chegando a ser encerrado. Reaberto há cinco anos, tornado seguro e atracção turística, o Caminito del Rey é uma verdadeira âncora do turismo malaguenho e acaba de ser declarado um dos “trilhos mais bonitos de Espanha” - um novo selo de qualidade para caminhantes. Tudo somado, Málaga tem agora o objectivo de tornar o Caminito Património Mundial pela UNESCO e aproveitou a feira internacional de turismo de Madrid (Fitur) para promover a candidatura. 

Obra dos inícios do séc. XX para interligar duas barragens em construção, o Caminito cruza 7,7km de percurso através de passadiços na rocha e até cerca de 100 metros de altura. Prova do seu êxito junto dos turistas que buscam a adrenalina (e uma vertigem ou outra), por mais segurança que se garanta, é o facto de já ter ultrapassado os 300 mil visitantes por ano, sendo que as reservas esgotam rapidamente – abrem a cada temporada, actualmente só ainda se pode reservar até finais de Março.

A candidatura a Património Mundial pela UNESCO, oficializada no final do ano passado, foi agora o tema da promoção do Caminito na Fitur, que passa também por conseguir o maior número de apoiantes à iniciativa. No seu site, é possível preencher um formulário de apoio, aceitando-se inscrições de todos os países. Soma quase 20 mil apoios, entre particulares e empresas.

A aposta de Málaga e da Andaluzia na promoção do monumental passeio passa também pelos números do êxito: o interior da província bateu o seu recorde de visitantes em 2019, com mais de 1,2 milhões, e mais de um quarto destes passaram pelo Caminito, segundo dados do Turismo Costa del Sol apresentados na Fitur, que terminou no domingo. A atracção “revolucionou a oferta” turística do interior malaguenho, mais célebre pelo sol & mar, disse o presidente da autarquia e do Turismo Costa del Sol, Francisco Salado.

Na altura, foi também anunciado que o Caminito del Rey passa a ostentar o selo dos “Trilhos mais bonitos de Espanha”, uma nova “marca de qualidade” decidida por especialistas das caminhadas, que começa por incluir dez grandes passeios no país.

“A diversidade das suas paisagens, as suas vistas vertiginosas, a riqueza da sua fauna, o interesse geológico e histórico, a sua contribuição para o desenvolvimento da região em que se localiza, assim com a sua própria lenda fizeram do Caminito del Rey mais do que merecedor de ser reconhecido como um dos trilhos mais bonitos de Espanha”, resume-se em comunicado. Na lista, além da Andaluzia, encontram-se trilhos nas Astúrias, Aragão, Extremadura, La Rioja, Castela La Mancha, Castela e Leão.

Sugerir correcção